meta name="facebook-domain-verification" content="sc1nu0ehehn6bqn9x2zgmvdrpra0v3

Turismo Criativo: Comitiva amapaense visita cidade no nordeste para atrair ideias e parceiros ao turismo do Amapá

 

A ação contou com diversos parceiros e visou buscar conhecimento sobre turismo criativo na capital pernambucana, referência no tema.

O Sindicato das Empresas de Turismo do Estado do Amapá (Sindetur), realizou nos dias 16, 17 e 18 de março, uma visita técnica à cidade de Recife, capital do Estado de Pernambuco, no nordeste brasileiro.

 

A direção da entidade fez parte de uma comitiva amapaense que contou com integrantes da Amapá Ecocamping e Rede Nacional de Turismo Criativo-Recria (produtores dessa iniciativa). Além da equipe técnica integrada por: Roseane Cutrim (Sesc), Gláucia Dias (Senac), Rômulo Brasão (Sebrae), Alessandra Dias (Abbtur e Macapatur), Sandro Nery (Macapatur), Sandro Borges (Setur) e Josiane Coutinho (Sindetur), Victor Hugo (Amapá Ecocamping). Eles visitaram diversos pontos e conversaram com representantes das entidades culturais da capital pernambucana.

 

Para a Presidente do Sindicato, Josiane Coutinho, essa é mais uma das ações da entidade que visa inspirar novas ideias a serem trabalhadas para alavancar o turismo no Amapá.

 

“A visita técnica proposta teve como ideia central propiciar à comitiva amapaense a vivência do mercado de processos, trabalho, produtos, serviços in loco e a integração entre os mesmos”, ressaltou.

O turismo criativo é um conceito cunhado nos anos 2000 que busca enxergar a experiência de visitação como algo longe do convencional, do padrão, e como uma experiência de fato. Muito relacionado ao que são os setores da economia criativa, ele articula experiências relacionando turistas aos territórios visitados, promovendo conexões reais entre esses visitantes e as pessoas que vivem nesses territórios, seus fazeres e saberes. Em resumo, é um jeito de se fazer turismo que se aproxima do tão almejado objetivo de geração de impacto local positivo – tanto econômico, como social – ao mesmo tempo em que proporciona experiências relevantes para quem visita. Partindo dessa necessidade, a comitiva amapaense buscou conhecimentos in loco para customização, desenvolvimento e aplicação com o trade local.

Acompanhe como foi a visita

Dia 1

No primeiro dia, a comitiva pôde visitar o Ateliê Arte Plena, que fica no bairro de Ponto de Parada, do artista plástico Leopoldo Nóbrega. O próprio artista fez a recepção com brincantes do bairro da Bomba do Hemetério e ali apresentou um pouco sobre a gestão criativa do ateliê para a festa do Carnaval de Recife.

Os visitantes puderam colocar as mãos na massa e produzir adereços carnavalescos, aprender a tocar alfaia (tambor do Maracatu) e conhecer um pouco mais sobre a cultura pernambucana.

Durante a tarde, a comitiva se reuniu no Paço do Frevo com integrantes da Câmara Setorial de Turismo de Pernambuco, Marcelo Waked, da Abav, Gil Marinho, da Secretária de Turismo de Pernambuco. Em um segundo momento, a conversa foi com os integrantes do Fórum de Turismo Criativo do Recife, Leilane Alcântara e Rodrick Jordão. Na oportunidade foram esclarecidas as etapas de construção de planos de trabalho voltados para o turismo criativo, bem como a atuação das instituições. 

Dia 2

No segundo dia, a comitiva visitou o Centro de Artesanato de Pernambuco, um espaço que possui ampla estrutura e diversidade artesanal que o torna uma das maiores vitrines de artesanato do país. Toda a apresentação do Centro foi feita pela Márcia Souto, Diretora do Centro, que detalhou o importante trabalho realizado pela gestão do espaço.

Ainda pela manhã, no Centro de Artesanato, os amapaenses foram recebidos pelo turismólogo e cofundador da Rede Nacional de Experiências e Turismo Criativo (RECRIA), João Paulo. Além dele, também esteve na receptiva, o empresário Fernando Figueiredo para uma conversa esclarecedora sobre a Missão social da Recria Brasil e sua atuação em rede.

Seguindo a agenda, os visitantes estiveram na Ilha de Deus, uma comunidade cercada pelos rios Jordão, Tejipió e Pina. Os habitantes abrem as portas para o turismo criativo e expõem seus projetos sociais de revitalização ambiental, turismo comunitário e cultura popular. Ali, os próprios moradores se dispõem em ensinar os visitantes um pouco mais sobre a comunidade.

Finalizando a programação do dia, o secretário executivo de Turismo da Prefeitura de Recife, Mustafá Dias, recebeu a comitiva amapaense em seu gabinete para uma conversa sobre o Plano Municipal de Turismo Criativo da cidade, sobre o processo de construção conjunta com as instituições, sociedade civil e grupo empresarial do setor.  

De acordo com o produtor, Victor Hugo, “O bate-papo foi super proveitoso porque nos rendeu um entendimento esclarecedor sobre a importância do planejamento. Aqui, o turismo criativo é visto como uma estratégia de desenvolvimento que conecta os diversos ativos do local’’, pontuou.

Dia 3

Pela manhã do terceiro e último dia, a proposta foi conhecer a capital pernambucana e arredores sob a perspectiva da modalidade Bike Tour. As curiosidades sobre a cidade com suas contradições, a passagem pela comunidade de Brasília Teimosa, Parque das Esculturas, a travessia de barquinho até o Recife Antigo e pela Rua da Aurora. As bicicletas de aluguel operadas pela TemBici, patrocinadas pelo Itaú, são os instrumentos à disposição da atividade turística da cidade.

No encerramento da programação conhecemos empreendimentos que se apropriam da economia criativa, o “Espaço Criadouro”, formado por empreendedores grafiteiros, tatuadores, marceneiros, criadores de produtos têxteis, entre outros profissionais de serviços.

Realização: Sindetur 

Produção: Amapá Ecocamping e Recria.

Mais Informações: Victor Hugo (produtor)

E-mail: ceo@amapaecocaping.com.br | Cel: (96) 98100-3928

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Post