Vivência Ribeirinha

Casa ribeirinha na flona do Amapá
Casa ribeirinha na FLONA do Amapá

Roteiro que apresenta 4 Unidades de Conservação de grande relevância ecológica, onde o ecoturismo é uma atividade permitida e desejável para atingir o objetivo de uso múltiplo das das áreas protegidas. Além da vivência no meio natural existe a experiência partilhada com as comunidades tradicionais ribeirinhas que vivem o desafio conciliar o modo de vida tradicional com a conservação dos recursos naturais.  Essa é a proposta que trazemos neste tour de 7 dias, vamos ?      

Roteiro vivência ribeirinha

1ª dia: Chegada em Macapá e receptivo no aeroporto

 -Transfer aeroporto / hotel na madrugada ou durante o dia conforme o horário de voo.

-Hospedagem em Macapá no Amazon Plaza Hotel, excelente localização em área nobre da cidade, vista para o rio Amazonas e próximo dos principais restaurantes, bares e pontos turísticos da nossa capital.

2ª dia: RPPN Revecom / APA da Fazendinha / Rio Amazonas e Ilha de Santana

08h30 às 11h30: Visita à Unidade de Conservação RPPN Revecom, receptivo na hospedagem e transfer terrestre até o Município de Santana, percorre-se aproximadamente 22 quilômetros até a Reserva Particular do Patrimônio Natural Revecom. No passeio, os visitantes têm a oportunidade de observar mais de 250 espécies vegetais  e variadas espécies de animais da fauna amazônica, como a Anta maior mamífero terrestre brasileiro e a Harpia a maior ave de rapina do mundo, macacos, araras. Além dessas espécies, também podem ser observados grandes peixes e as imensas tartarugas da amazônia. De um trapiche construído sobre o rio Amazonas, visualizam-se  a Ilha de Santana, o Canal Norte e parte da baía de Macapá;

12h00 às 13h30: Almoço opcional  no complexo turístico da Fazendinha. O lugar possui uma variedade de restaurantes que oferecem pratos regionais. Se você quiser refrescar-se com um  banho no rio Amazonas também é possível. 

13h30 às 14h30: APA da Fazendinha e Rio Amazonas / Ilha de Santana. O Passeio de barco inicia na bacia hidrográfica do Igarapé da Fortaleza, local onde residem várias  famílias, a arquitetura rústica das casas e pontes construídas às margens do igarapé dão uma beleza especial ao cenário. A navegação tem aproximadamente uma horas de duração até o desembarque na praia Recanto da Aldeia na comunidade de Ilha de Santana. No caminho é possível ver de perto o estilo de vida das comunidades ribeirinhas que vivem às margens do rio amazonas. 

Observação 01: As embarcações seguem normas de segurança da Marinha do Brasil e todos os condutores estão capacitados e credenciados para exercer a atividade com segurança.

14h30: Chegada na Ilha de Santana e desembarque na praia Recanto da Aldeia, onde funcionam um restaurante modesto e com poucos frequentadores, a tranquilidade é um convite ao sossego e um delicioso banho de rio. 

18h: Para pernoite contamos com acomodação em casa ribeirinha, onde o senhor Valdir e sua esposa Lúcia estarão prontos para  nos recepcionar para as próximas duas pernoites. 

-20h: Jantar, além de saborear o tempero caseiro e alimentos frescos da região, o jantar é uma ótima oportunidade de conhecer  o modo de vida  dos moradores locais, seus costumes e histórias. 

Observação 02: O cardápio deste tour serve refeições caseira típicas da região amazônica, peixe, camarão, galinha caipira, carne, frango e os acompanhamentos tradicionais como salada, feijão, macarrão, arroz. Além do tradicional açaí e farinha.

APA da Fazendinha

3ª dia: Trilha das Samaúmas e caminhada pela Vila

07h30 às 08h30: Café da manhã regional leva os visitantes a se deliciarem com os sabores da terra. 

Observação 03: No café da manhã servimos delícias da nossa terra,  frutas, macaxeira, milho, tapioca, cuscuz, bolos,  mingau e outros.

09h00 às 10h30:  A trilha ecológica das Samaúmas é um passeio cheio de surpresas e encontros surpreendentes com a Floresta de Várzea, ecossistema típico da Amazônia. Na caminhada em meio aos açaizais, igarapés, passando por várias árvores nativas de pequeno, médio e grande porte, até o atrativo principal, a Samaúma, maior árvore da região amazônica. Parada para  contemplar a árvore e ouvir os sons misteriosos da floresta.

12h: Almoço

-Tempo livre

15h às 17h30: A vila de Ilha de Santana é uma dessas pequenas comunidades que existem centenas na beira dos rios da amazônia. Mesmo com muitos problemas e dificuldade, as pessoas são felizes e receptivas. É a descoberta de um outro Brasil que poucos conhecem.

-Jantar e pernoite na casa ribeirinha.

Trilha das Samaúmas na Ilha de Santana

4ª dia: Visita a APA do Rio Curiaú e Transfer Macapá / FLONA do Amapá

06h00h às 07h00: Dia de levantarmos bem cedo para o café da manhã e partir ao nascer do sol  para admirar as centenas de pássaros saírem de seus esconderijos noturnos em busca de  alimentação matinal.

 07h: Retornamos ao passeio de barco no Rio Amazonas, desta vez contornando a Ilha de Santana pelo seu lado mais habitado, navegaremos bem próximo às casas ribeirinhas para visualizar de perto o estilo de vida local até o desembarque no Igarapé da Fortaleza.  

08h às 08h45: Transfer terrestre de Santana até a Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, onde os rios, lagos, floresta e a várzea do local mostram um belo cenário natural, sendo possível visualizar garças, marrecos, jaçanãs, mergulhões e outros pássaros. A área é povoada em sua maioria por comunidade de negros remanescentes de quilombo, onde a tradição do Marabaixo é difundida e transmitida através das gerações. Durante o passeio nosso(a) Guia abordará os aspectos ecológicos e culturais da comunidade, dança, instrumentos musicais, história, culinária e etc.

11h:  Transfer Macapá / Porto Grande: 100 Km pela BR 156;

12h30: Previsão de chegada no Município de Porto Grande.  A fim de trazer mais segurança para o seu passeio, a expedição demanda de conhecimento especializado, por isso contamos com uma equipe de condutores da comunidade local para nos conduzir em toda a experiência.

-Almoço na  comunidade. Após o almoço,  um merecido descanso.

14h: Embarque e início do passeio fluvial, partimos rumo a um lugar que poucos visitam. O percurso de Porto Grande até a  FLONA é de aproximadamente 50 km, expondo os visitantes a inusitados encontros com a fauna, flora, pescadores e casas construídas às margens do rio.

No trajeto, uma pausa programada para banho,  um momento agradável para repor as energias antes de prosseguir.

17h: Previsão de chegada na Base da FLONA para entrega do documento que autoriza a atividade de ecoturismo na Unidade de Conservação. A base da FLONA é de gestão do órgão governo federal ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e conta com boa  infra estruturas de banheiros, cozinha e dormitório, servindo de apoio para estadia de pesquisadores e outros visitantes autorizados pelo órgão gestor.

17h30: Previsão de chegada na Casa Ribeirinha, local que será nossa base nos próximos dias. Os moradores locais adaptaram suas casas para receber visitantes com acomodações simples, mas bem aconchegante. Para dormir contamos com redes e cobertores. 

20h: Jantar;

Casa na APA do Curiaú

5ª dia - Vivência extrativista e observação da faunA

07h00 às 08h00: café da Manhã;

09h: Uma manhã de atividades desenvolvida na floresta com comunitários para conhecermos  árvores nativas centenárias, plantas, fungos coloridos, cipós medicinais e principalmente como funciona o beneficiamentos dos recursos florestais como o breu branco, andiroba, copaíba, pracaxi que servem de insumos para a fabricação de sabonetes, pomadas, óleos, velas e outros produtos;

12h: Almoço:

-Tempo livre para descanso.

14h30: Mais um pouco de caminhada na floresta, desta vez o objetivo é desfrutar do passeio interpretativo pelo interior da mata para a visualização de toca de animais terrestres, ninho de pássaros, insetos e outros, permanecendo  parados em pontos estratégicos para ouvir os sons e observar o movimento da fauna, o uso de binóculos é indicado pois  maximiza a capacidade de visualização. 

-Pernoite na casa ribeirinha.

6ª dia - Transfer FLONA do Amapá / macapá

07h30 às 08h30: Café da Manhã;

09h: Passeio de lancha no rios Araguari e Falsino, no verão os rios ficam secos e com pouca profundidade formando diversas corredeiras, os bancos de areia aparecem e é possível admirar as beleza destas áreas naturais, e claro, desfrutar de um delicioso banho de rio;

12h: Almoço;

14h: Retorno para Porto Grande, é hora de nos despedimos da FLONA, mas ainda há muita coisa para conhecer. No caminho de volta, parada no Sítio do seu Gabriel e dona Dora  para conhecermos o estilo de vida da família que se sustenta com o cultivo do  macaxeira, milho, banana e outras espécies que serão apresentadas por eles durante a visita. Em seguida, teremos oportunidade de conhecer todo o processo de produção artesanal da farinha de mandioca, que é base da alimentação das populações amazônicas. Vivenciamos desde o cuidado com a “roça” até o trabalho final na casa de farinha;

17h30: Chegada em Porto Grande: Transfer de 100 km pela BR 156 até  Macapá;

19h: Previsão de chegada em Macapá.

-Pernoite em Macapá

7ª Dia:City Tour Macapá / Transfer hotel aeroporto

-Tempo livre em Macapá

-Transfer aeroporto / hotel na madrugada ou durante o dia conforme o horário do voo.

Observação 04: O roteiro acima poderá sofrer alterações devido a fatores climáticos, de acesso, ou outros que possam interferir na segurança ou bem estar dos viajantes. 

SOLICITAR ORÇAMENTO E INFORMAÇÕES ADICIONAIS

(00) 0 0000-0000
Como podemos ajudar você ?